Secretário visita Associação de Produtores de Serra Azul


O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, visitou no dia 18 de junho a sede da Associação Agroecológica de Pequenos Produtores da Agricultura Familiar (Fraterra), em Serra Azul, município da área de atuação da CATI Regional Ribeirão Preto, onde anunciou a liberação de R$ 240.384,20 para a entidade via Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável – Microbacias II – Acesso ao Mercado. Jardim aproveitou a reunião com os produtores para elogiar a seriedade com a qual a agricultura familiar é tratada por eles.

Com 79 propriedades no Assentamento Sepé Tiaraju, a Fraterra foi beneficiada na sexta Chamada Pública do Microbacias II com aquisição de caminhão com baú refrigerado para beneficiamento de olerícolas e frutas e 100 caixas de armazenamento. A Associação faz parte das 134 entidades que assinaram, no dia 31 de maio, os Termos de Compromisso para o Projeto Microbacias II, em evento realizado no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, com a presença do governador Geraldo Alckmin.

“O dinheiro já está garantido. Já podem começar as compras”, anunciou o secretário, aproveitando o momento para contrapor a ideia de que o pequeno precisa ser tratado com assistencialismo. “Na Secretaria nós mudamos esse olhar, demos força para quem quer trabalhar e queremos dar cada vez mais condições para vocês continuarem produzindo”, pontuou.

O caminhão a ser adquirido pela Fraterra será utilizado não apenas para transporte, mas também como câmara fria para armazenamento, principalmente de mandioca, que, ao lado da banana, é carro-chefe da produção comercializada em Serrana, Serra Azul e Ribeirão Preto. De acordo com Paulo Reis, presidente da entidade, a expectativa é beneficiar até três toneladas do produto por semana.

Reis garante ter “produção e mão de obra para alcançar este número” e afirmou que a principal conquista dos produtores foi terem se unido em uma associação. “Juntos, nós pudemos discutir melhor as coisas e conseguir as melhorias que precisávamos”, comemorou, citando como exemplo mais recente a habilitação no Microbacias II, “que vai dar mais condições para vendermos nossa produção”.


O Projeto Microbacias II, que é executado pela CATI também beneficiou outra entidade presente na reunião em Serra Azul. A Cooperativa dos Produtores da Agricultura Familiar Frutos da Terra (Cooperfit) levou ao encontro realizado no assentamento o caminhão baú adquirido na quarta Chamada Pública do Projeto.

A entrega do veículo motivou a participação de outros grupos de produtores, apontou Michel Golfetto Calixto, diretor da CATI Regional Ribeirão Preto. “Com a entrega do caminhão, as pessoas viram que o Microbacias II realmente funciona e pode mudar a vida delas”, contou Michel.

Essas são mudanças esperadas por jovens agricultores familiares como Victor Hemanuel, que aos 15 anos ajuda a mãe e a avó a levar, aos sábados, a produção para venda na feira de Serrana. Ele pensa em sair do campo, mas “para estudar Agronomia e voltar para cá para aplicar o que eu apreneri na faculdade”.

Conhecimento acadêmico, complementar à sabedoria popular dos mais velhos, como Anísio Faria, que ajuda a sogra a plantar diferentes culturas obedecendo um espaço entre elas para aproveitar melhor a terra. “Senão, na hora de colher um fruto que é mais alto, você pode acabar pisando em um que é rasteiro”, ensina o agricultor, completando que “tem que também prestar atenção na Lua;  na fase crescente dá bom fruto, na minguante não”. Participaram da reunião na Fraterra agricultores familiares da Cooperativa de Produtores Rurais de Agrobiodiversidade Ares do Campo (Cooperecos), de Ribeirão Preto; e da Cooperativa Agroecológica de Manejo e Conservação da Agrobiodiversidade dos Agricultores Familiares do Assentamento Sepé Tiaraju (Cooperagro Sepé), de Serra Azul.

O Microbacias II é uma ação do governo do Estado de São Paulo, executada pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento, por meio da Coordenadoria de Assistência Integral (CATI), e pela Secretaria do Meio Ambiente, por meio da Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN).

Mais informações: (19) 3743-3870 ou 3743-3859
jornalismo@cati.sp.gov.br