Secretaria entrega reforma da Casa da Agricultura de Pirajuí


O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, entregou no dia 20 de maio as obras de reforma da Casa da Agricultura de Pirajuí. O investimento nas melhorias somou R$ 130.963,24 e foi realizado por meio do Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável – Microbacias II – Acesso ao Mercado, do Governo do Estado de São Paulo.

As obras reformaram o telhado, a cozinha, a parte elétrica e hidráulica. A Casa ganhou também uma rampa de acesso para portadores de necessidades especiais, um novo banheiro e a pintura de todo o prédio. Um novo depósito de sementes também foi construído para atender melhor os produtores rurais que buscam os serviços e orientações oferecidos no local.

“Vocês fazem a diferença no trabalho de atendimento ao produtor rural. Essa reforma cria condições para que os funcionários, que já fazem seu trabalho com amor, agora o façam também com conforto”, destacou Arnaldo Jardim, adicionando que “em um momento em que o Brasil fala de crise, nós falamos de investimento. O governador Geraldo Alckmin sabe que mesmo em um momento difícil como este é preciso acreditar na produção, por isso mantém os recursos necessários”.

A importância do homem do campo e do bom atendimento a ele, motivo principal da melhoria, foi ressaltada pela prefeita de Pirajuí, Juliana Rebolo Nagano dos Reis. “Gostaria de agradecer a todos os produtores rurais, é desse povo que a gente come. Se não for o produtor rural, como vamos colocar o pão na nossa mesa?”, refletiu, antes de entregar ao secretário o título de “Hóspede Oficial” do município.

 

As obras otimizarão o trabalho da Casa que, somente em 2015, realizou mais de 1.200 atendimentos, inseriu 471 imóveis no Cadastro Ambiental Rural (CAR), liberou R$ 2,3 milhões em linhas de crédito e auxiliou o acesso de três associações ao Microbacias II – em projetos que somaram R$ 1,6 milhão.

De acordo com Hidenobo Uski, engenheiro agrônomo responsável pela Casa da Agricultura, a cafeicultura é o setor que mais gera demandas, ao lado de orientações sobre preservação do solo, bovinocultura de leite e Projeto Microbacias II. “O produtor que entra aqui se sente valorizado com essas melhorias. Aqui tem muita demanda, então tem que ter uma boa estrutura para atender bem as pessoas”, opinou.

A reforma garantirá não apenas um atendimento melhor, mas também menos contratempos para os funcionários, que antes precisavam realizar alguns malabarismos para se adaptar à falta de melhorias no espaço. Um exemplo era o perigo trazido pelas chuvas, com consequentes goteiras que, muitas vezes, ameaçavam a integridade de importantes documentos de papel.

“Dá até vontade de voltar a trabalhar. Aqui se torna a casa da gente, então é bom estar sempre arrumadinha, a gente gosta de receber bem as visitas”, elogiou satisfeita Maria José, que trabalhou na Casa por 31 anos e está aposentada há sete.

Há 20 anos neste cotidiano, a técnica de apoio Maria Inês Marcos lembra que, antes das obras, até fazer um simples café não era tão simples assim. “A gente tinha que fazer o café no tanque porque o encanamento estava entupido. Agora ficou mais gostoso de trabalhar”, comparou.

O Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável Microbacias II – Acesso ao Mercado é uma ação do Governo do Estado de São Paulo, executada pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento, por meio da Coordenadoria de Assistência Integral (CATI) e pela Secretaria do Meio Ambiente, por meio da Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN), com recursos provenientes do Governo de São Paulo.

A entrega da reforma contou com as presenças dos prefeitos de Reginópolis, Marco Antônio Martins Bastos; de Balbinos, Marquinhos Barros; e de Pongaí, Adilson Brumatti; e do vice-prefeito de Guarantã, Élio Piccello.

Por: Hélio Filho
Fotos: Paulo Prendes

Mais informações: (19) 3743-3870 ou 3743-3859
jornalismo@cati.sp.gov.br