Novos servidores da CATI participam de capacitação sobre a instituição com temas da extensão rural paulista

 

De 6 a 10 de agosto, cerca de 50 novos servidores, de 30 regiões do Estado de São Paulo, que ingressaram no último concurso público da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, estiveram na sede da CATI, em Campinas, para participar do curso de Formação Básica para Extensão Rural, também conhecido como pré-serviço.

O objetivo da atividade, organizada pelo Departamento de Comunicação e Treinamento (DCT), por meio do Centro de Treinamento, com apoio da assessoria do gabinete do coordenador, teve como objetivo, além de dar boas-vindas aos novos colaboradores, apresentar a estrutura da instituição; os direitos e deveres do servidor público; mostrar os programas, projetos e ações da CATI, entre outros assuntos que farão parte do dia a dia de trabalho de todos.

“Uma das atribuições do DCT é organizar capacitações para habilitar os servidores a conhecerem o que há de mais novo na extensão rural e, desta forma, transmitir as informações para os produtores rurais paulistas por meio de visitas, simpósios e outras atividades. É essencial que todos estejam sempre atualizados”, avalia Ypujucan Caramuru Pinto, diretor do DCT.

Marcos Augusto Franco, engenheiro agrônomo, que chegou para completar o time do Núcleo de Produção de Mudas de Itaberá, do Departamento de Sementes, Mudas e Matrizes, mostra-se animado com o novo desafio profissional. “Ingressei em julho e já pude visitar inúmeros produtores da região e percebi a grande demanda pela produção de frutas, incentivada pelas linhas de crédito oferecidas pelo governo, que possibilitam o incremento da produção”. Para Marcos, o curso foi extremamente importante. “Em algumas visitas que já fiz em propriedades de Itaberá, percebi o quanto os produtores valorizam a CATI e o curso faz com que conheçamos melhor todo o trabalho desenvolvido pela instituição”.

Para Jucileia Santos, agrônoma que integra a equipe da Casa da Agricultura de Guapiara, da CATI Regional Itapeva, a capacitação é uma atividade indispensável. “Profissionais com anos de experiência estão repassando conhecimentos fundamentais a nós, que estamos ingressando agora. Praticar a extensão rural e oferecer assistência técnica aos produtores paulistas, principalmente aos da região de Guapiara, será uma grande realização.”

“É essencial conhecermos como funciona a instituição e tudo o que envolve extensão rural, para que possamos desenvolver um bom trabalho”, avalia Evandro Bueno, engenheiro agrônomo da Casa da Agricultura de Espírito Santo do Pinhal, da CATI Regional São João da Boa Vista; que já entendeu bem o papel do extensionista. “Devemos levar ao homem do campo conhecimento, novas tecnologias e formas de produção, informações sobre mercado e todo o suporte para que desenvolvam bem suas atividades”.

Uma das palestras abordou as previdências privada e complementar e mostrou que não é cedo para começar o planejamento da aposentadoria. “O momento para falarmos sobre esses assuntos é agora, assim que o profissional ingressa no serviço público, pois ele terá um longo período para acumular suas reservas e fazer com que elas rendam. É preciso criar essa cultura previdenciária o quanto antes e não deixe para planejar e pensar a aposentadoria apenas quando ela chegar”, orienta  Josi Andrade, da assessoria institucional da SPPrev.  De acordo com Daniela Varani, transferida da Secretaria da Educação para a Secretaria de Agricultura há pouco mais de seis meses, a capacitação fez com que ela tivesse uma visão mais ampla das atribuições da instituição. “A maioria das pessoas deixa para pensar na aposentadoria quando ela está próxima e na palestra foi possível entender a importância de se planejar com antecedência. No mais, todas as outras foram muito válidas e permitiram que eu tivesse um conhecimento maior da extensão rural”, avalia Daniela, que é responsável pelo Setor de Publicações da CATI.

O coordenador da CATI, João Brunelli Júnior, deixa uma mensagem. “Vocês estão assumindo uma função pública, representando em seus municípios o governo do Estado na área da Agricultura e esperamos que atuem com muita responsabilidade. Contamos com vocês não só no presente, onde já estamos inovando e mudando o jeito de trabalhar com os agricultores familiares, mas no futuro da CATI. Sejam todos bem-vindos à nossa família!”

 

Mais informações: (19) 3743-3870 ou 3743-3859
jornalismo@cati.sp.gov.br