Casa da Agricultura de Itajobi promove curso sobre manutenção de estradas rurais

A Casa da Agricultura de Itajobi, município da área de atuação da CATI Regional Catanduva, promoveu, nos dias 6 e 7 de fevereiro, em parceria com as Prefeituras Municipais de Itajobi e Urupês, uma capacitação que teve como tema a manutenção de estradas rurais. Ambos os municípios foram beneficiados pelo Projeto Microbacias II – Acesso ao Mercado, que permitiu que as prefeituras recebessem uma verba para melhoria de estradas rurais, visando ao melhor escoamento da produção e, também, acesso aos serviços como escolas, postos de saúde, entre outros. As prefeituras que receberam esse recurso para melhoria da infraestrutura tinham associações ou cooperativas de produtores rurais que tiveram Propostas de Negócio aprovadas pelo Microbacias II.

“As prefeituras fizeram os projetos, contrataram as empresas para executarem as obras, prestaram contas, e a CATI as reembolsou após a vistoria das obras”, explicou o engenheiro agrônomo Cláudio Giusti de Souza, diretor da CATI Regional Catanduva, responsável pela abordagem de vários temas que compuseram a capacitação.

       


“O curso, com dois dias de duração e partes teórica e prática, foi programado com o objetivo de melhorar o conhecimento dos funcionários das prefeituras encarregados de fazerem a manutenção das estradas rurais municipais”, explicou Giusti. Foram repassadas aos cerca de 30 participantes informações sobre leis ambientais que devem ser seguidas, conceitos técnicos sobre a textura do solo, tipos de estradas e os principais problemas.

Além de explicar como cada componente da textura do solo afeta a conservação e o uso das estradas, o diretor da CATI Regional Catanduva também apresentou técnicas para melhorar a drenagem, as quais permitem um bom tráfego durante todo o ano nas estradas que contam com conservação adequada. Segundo Giusti, é muito importante que os responsáveis pela manutenção de estradas rurais conheçam o uso correto das técnicas e também as várias opções de revestimento da pista de rolamento, entendendo os prós e contras de cada uma.

       


Durante a capacitação, os participantes visitaram estradas adequadas tanto no município de Itajobi quanto de Urupês, onde levantaram alguns problemas que apareceram com as últimas chuvas, sendo discutidas as melhores maneiras de resolvê-los. Em seguida, em uma demonstração prática, os participantes acompanharam a execução de quebras de barrancos, terraços e lombadas, desde a locação até o acabamento com o retorno da camada superficial removida da área trabalhada.

Além dos técnicos das prefeituras parceiras, participaram técnicos das Prefeituras de Tabapuã, Uchôa e Irapuã, todos também da área de atuação da CATI Regional Catanduva. A diretora da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Itajobi, Simone Navarro Gerlach, enfatizou a importância da observação de licenças ambientais necessárias para algumas intervenções em estradas rurais, que devem ser feitas com antecedência junto aos órgãos responsáveis. O engenheiro agrônomo Marcos Traldi, da Casa da Agricultura de Itajobi, ressaltou que o maior beneficiário destas parcerias é o produtor rural, que muitas vezes tem dificuldade de trânsito em estradas rurais que não são corretamente conduzidas.



Mais informações: (19) 3743-3870 ou 3743-3859
jornalismo@cati.sp.gov.br